A influência da deficiência de vitamina D no diabetes melito gestacional.



O estado nutricional materno exerce influência significativa no prognóstico da gestação, em que diversos fatores interferem na evolução normal, tais como idade, paridade, peso, altura, fatores genéticos e ambientais. Outrossim, as inadequações nutricionais causam grande impacto não apenas no recém-nascido, mas, também, na condição de saúde da mulher.

Nesse sentido, tem sido observado o aumento global da prevalência de diabetes melito (DM) gestacional, que é caracterizado por intolerância à glicose, com magnitude variável, com início ou diagnóstico durante a gestação. Estima-se que a prevalência total da DM gestacional seja entre 1 a 14% de todas as gestações, dependendo da população analisada, e relaciona-se com o aumento de morbidade e mortalidade perinatal. No Brasil, aproximadamente, 7% das gestações apresentam complicações devido à hiperglicemia gestacional.

Nesse sentido, gestantes com DM gestacional não tratada apresentam risco elevado de desenvolverem, após a gravidez, diabetes melito tipo 2 (DM2), já os filhos ficam mais propensos a desenvolverem, além de DM2, obesidade infantil. Entre os fatores de risco para DM gestacional, estão a obesidade ou o sobrepeso materno, a história prévia de DM gestacional, a idade materna avançada e a hipovitaminose D.

A deficiência de vitamina D tem sido identificada como importante problema de saúde pública e as gestantes constituem-se como grupo de risco, em que a prevalência da hipovitaminose D varia entre 20 a 40%. Durante a gravidez, a deficiência dessa vitamina se relaciona com pré-eclâmpsia, vaginose bacteriana, resistência à insulina e DM gestacional.

Sobre a associação entre hipovitaminose D e DM gestacional, a deficiência da vitamina D diminui a síntese e liberação da insulina, pois exerce influência na funcionalidade das células beta do pâncreas e na ação periférica da insulina. Fisiologicamente, a forma ativa da vitamina D (1,25(OH)2D3) age diretamente sobre a insulina ao estimular a expressão do seu receptor, e indiretamente por meio de mecanismos de regulação do cálcio extracelular e no fluxo desse mineral no meio intracelular das células betapancreáticas. Além disso, a 1,25(OH)2D3 favorece a sensibilidade à insulina por ativar a transcrição do gene do receptor de insulina e os receptores ativados por proliferador de peroxissomo, que está relacionado com o controle da glicemia e com a sensibilidade insulínica.

Ademais, a deficiência de vitamina D em gestantes, também, tem sido associada ao risco aumentado para obesidade, síndrome metabólica e complicações neonatais.

Desse modo, é importante que haja o acompanhamento e a gestão adequada do estado nutricional antes, durante e após a gestação, assim, objetivando a monitoração do quadro de saúde da mulher e a prevenção de possíveis complicações de saúde a ela e à criança.

REFERÊNCIA

BASILE, L. H. Gestante e necessidade da vitamina D. International Journal of Nutrology, v. 7, n. 1, p. 5-13, 2014.

LIMA, E. V. et al. Influência da hipovitaminose D no diabetes mellitus tipo 2. Rev. Bras. Med., Rio de Janeiro, v. 70, n. 6, p. 217-221, 2015.

MUTLU, N. et al. Relation of maternal vitamin D status with gestational diabetes mellitus and perinatal outcome. Afr Health Sci., Kampala, v. 15, n. 2, p. 523-531, 2015.

PRADO, M. R. M. C. et al. Prevalência de deficiência de vitamina D e fatores associados em mulheres e seus recém-nascidos no período pós-parto. Rev Paul Pediatr., São Paulo, v. 33, n. 3, p. 286-293, 2015.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016). Milech, A. et al., autores. OLIVEIRA, J. E. P.; VENCIO, S., organizadores. São Paulo: A.C. Farmacêutica, 2016.

URRUTIA-PEREIRAA, M.; SOLÉ, D. Deficiência de vitamina D na gravidez e o seu impacto sobre o feto, o recém-nascido e na infância. Rev Paul Pediatr., São Paulo, v. 33, n. 1, p. 104-111, 2015.

ZHANG, M. X. et al. Vitamin D Deficiency increases the risk of gestational diabetes mellitus: a meta-analysis of observational studies. Nutrients, Basel, v. 7, n. 10, p. 8366-8375, 2015.

Tags:

Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Posts em breve
Fique ligado...

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle