Estratégias nutricionais para combater a flacidez dérmica

May 9, 2017

 

 

As afecções da pele são frequentemente encontradas na população em geral e, muitas das vezes, trazem implicações estéticas e consequências importantes, como isolamento social, diminuição da autoestima, depressão e estresse. Porém, a cada dia, a área da estética e beleza vem evoluindo e oferecendo opções de tratamento, além de profissionais especializados para orientar quanto a uma alimentação adequada, o que é de grande auxílio nesse aspecto.

A flacidez, caracterizada pela perda da tonicidade da pele, dos músculos ou de ambos, é gerada por fatores genéticos, ambientais (poluição, exposição solar), maus hábitos (alimentação inadequada, falta de exercício, tabagismo, álcool), idade, processos que levam à degradação dérmica do colágeno e da elastina ou redução do tônus muscular. A nutrição adequada torna-se fundamental para promover a diminuição desse problema estético.
Os radicais livres presentes na pele, por conta da exposição prolongada a xenobióticos, apresentam ação bacteriana, fungicida, virótica e danos teciduais, que podem ser minimizados com antioxidantes. Um estresse oxidativo, geralmente, é acompanhado por um aumento de defesas antioxidantes enzimáticas e uma grande produção de radicais livres, implicando em danos e mortes celulares. As lesões causadas por esses radicais podem ser prevenidas pela atividade dos antioxidantes, que agem na sua neutralização e são encontrados em vários alimentos. Ao colocar esses componentes nas dietas, tais como as vitaminas A, C, E, a glutiona, os carotenoides, os flavonoides, o mecanismo para interceptar os radicais livres gerados pelo metabolismo das células é observado.
Outras estratégias nutricionais eficientes para amenizar a flacidez são relacionadas ao consumo adequado de proteínas e, possivelmente, à complementação alimentar com suplementos de colágeno hidrolisado, fundamental para fortalecer a estrutura da pele.

REFERÊNCIAS

ARAÚJO, L.B.M. et al. Acanthosis nigricans em mulheres obesas de uma população miscigenada: um marcador de distúrbios metabólicos. An. Bras. Dermatol., v. 77, n. 7, p. 537- 535, 2002.  
KEDE, M.P.V.; SABATOVICH, O. Dermatologia Estética. São Paulo: Atheneu, 2004.

PUJOL, A. Anatomia, fisiologia e bioquímica da pele. In: PUJOL, A. Nutrição aplicada à estética. Rio de Janeiro: Rubio, 2011.

SILVA, C.; SANTOS, R.; CAVALCANTE, C. Os benefícios da nutrição na prevenção do envelhecimento cutâneo. Rev. Conexão Eletrônica, v. 13, n. 1, p. 1-10, 2016.

SUEHARA, L.; SIMONE, K.; MAIA, M. Avaliação do envelhecimento facial relacionado ao tabagismo. An. Bras. Dermatol., Rio de Janeiro, v. 81 n.1, jan, 2006.



 

Tags:

Please reload

Featured Posts

Gastrite pode ser prevenida com mudança de hábitos

February 28, 2020

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle