Ômega-9: efeitos na prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis

July 10, 2018

 

 

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) são doenças multifatoriais, de longa duração e consideradas a principal causa de morte e incapacidade prematura em grande parte do continente americano, incluindo o Brasil. Estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmam que elas já são responsáveis por 63% das mortes do mundo; no país, as principais DCNTs são doenças cardiovasculares (DCV), cânceres, doenças respiratórias crônicas, diabetes e doenças mentais.

 

Já está comprovado e cada vez mais claro que a adoção de um estilo de vida saudável, com hábitos alimentares adequados, pode contribuir para uma qualidade de vida melhor e para a redução do risco de DCNTs. Sabe-se ainda, que dentre os hábitos alimentares, a ingesta de ácidos graxos poli insaturados (PUFA) pode também agregar nessa construção do equilíbrio do organismo. No entanto, esse mesmo reconhecimento por parte de pesquisadores falta à uma outra classe também contribuinte para a preservação da saúde: a classe dos ácidos graxos monoinsaturados (MUFA), onde nela se inclui o ômega 9.   

 

O ácido oleico (ômega-9) caracterizado pela monoinsaturasaturação, é menos susceptível à oxidação, fato que explica a sua ação antioxidante e alta estabilidade. Ele pode ser encontrado, principalmente, em azeites, oleaginosas e no abacate. Dentre seus efeitos na saúde, destaca-se sua influência anti-inflamatória, pois tem a capacidade para se converter em ácido eicosatrienoico (ETA) e, posteriormente, em leucotrieno A3 (LTA3), um potente inibidor da síntese do leucotrieno B4, mediador com caráter pró-inflamatório.

 

Alguns estudos apontam que o consumo adequado de MUFA, principalmente de ácido oleico, e o baixo consumo de gorduras saturadas, podem estar associados à diminuição do risco de obesidade, resistência insulínica, câncer colorretal e doenças de pele. Além de auxiliar na redução do risco para doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral a partir da diminuição de triglicérides e LDL-colesterol séricos, da agregação plaquetária e na regulação da sensibilidade insulínica.

 

Frente aos benefícios elencados, consolida-se o quão importante é a suplementação do ácido graxo, ômega-9, por meio de uma dieta balanceada e que vise obter a quantidade recomendada diariasuficiente para a promoção dos seus efeitos positivos à saúde.

 

REFERÊNCIAS

 

ALVES, A. M. et al. Oilseeds native to the Cerrado have fatty acid profile beneficial for cardiovascular health. Revista de Nutrição, Goiânia, v. 29, n. 6, p.859-866, dez. 2016.

 

EGERT, S. et al. Effects of high-fat and low-fat diets rich in monounsaturated fatty acids on serum lipids, LDL size and indices of lipid peroxidation in healthy non-obese men and women when consumed under controlled conditions. European Journal Of Nutrition. Alemanha, p. 71-79. mar. 2011.

 

LAURY, S. et al. Saturated, mono- and polyunsaturated fatty acid intake and cancer risk: results from the French prospective cohort NutriNet-Santé. European Journal Of Nutrition. França, p. 1-13. mar. 2018.

 

NEITZEL, B.; GEUS, L. M. M.; RETONDARIO, A. Fatores nutricionais associados a doenças crônicas não transmissíveis. Rev. Ciênc. Ext. v.14, n.1, p.9-25, 2018.

 

RODRIGUES, M. et al. Azeite e Saúde. Revista Nutrícias, Porto, v. 1, n. 15, p.14-18, dez. 2012.

 

SCHWINGSHACKL, L.; HOFFMANN, G. Monounsaturated Fatty Acids and Risk of Cardiovascular Disease: Synopsis of the Evidence Available from Systematic Reviews and Meta-Analyses. Nutrients, [s.l.], v. 4, n. 12, p.1989-2007, 11 dez. 2012.

Tags:

Please reload

Featured Posts

Gastrite pode ser prevenida com mudança de hábitos

February 28, 2020

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle