Alho: planta mil e uma utilidades para a saúde!


Bastante utilizado na culinária e na elaboração de remédios à base de plantas, o alho (Alliumsativum L.) pertence ao gênero Allium e é o fruto de uma planta que possui bulbos e bulbilhos chamados dentes de alho.

Quando adicionado na comida, o alho tem por objetivo acrescentar aroma e sabor característico às preparações dos alimentos. Pode ser encontrado na forma de pó, óleo ou extrato, bem como pode ser utilizado na forma picada, assada, crua, esmagada, cozida ou frita. Na formulação de manipulados, o alho pode ser adquirido em cápsulas, comprimidos ou medicamentos homeopáticos.

Com importantes propriedades anti-inflamatórias e antissépticas, o alho contém uma série de compostos bioativos funcionais, com destaque para a alicina, componente sulfurado que representa 70% dos componentes sulfurados existentes no vegetal. Considerado um alimento funcional, isto é, aquele capaz de agregar benefícios à saúde do organismo, o alho tem sido reconhecido como agente terapêutico importante em razão de seus óleos essenciais prevenirem doenças do trato digestivo e intestinal, problemas respiratórios, auxiliar no tratamento do diabetes, da hipertensão arterial, das dislipidemias, da arteriosclerose, entre outros problemas.

Em revisão bibliográfica de Gonçalves et al. (2015), os autores identificaram uma série de compostos capazes de agir no tratamento e na prevenção de parasitoses, nos desconfortos gastrointestinais, nas dislipidemias, verminoses e na hipertensão arterial, além de suas comprovadas atividades antimicrobianas, antiasmáticas e na prevenção de gripes e resfriados. Sabe-se que a maior concentração de compostos sulfurados do alho encontra-se no bulbo ou dente, que contém, além da alicina, outros bioativos como aliina, ajoeno, quercetina e campferol ‒ que exercem elevada atividade antioxidante, inibindo a peroxidação lipídica, e agem sobre o colesterol LDL.

Observa-se ainda que o consumo prolongado e regular de alho pode contribuir na prevenção de diversos tipos de neoplasias, como do esôfago, da mama, da pele, do cólon, do pulmão e do colo-uterino, dado seus componentes ativos anticarcinogênicos e quimiopreventivos. Embora o mecanismo pelo qual o alho previna o câncer permaneça desconhecido, especula-se que seja através do estímulo à apoptose celular, ao evitar a proliferação celular e a metastização tumoral, além de ampliar a ação do sistema imune.

Assim, a eficácia terapêutica do alho na prevenção de múltiplas doenças torna este alimento um potente aliado da saúde, capaz de promover benefícios a todo o organismo e melhorar a qualidade de vida e o bem-estar quando consumido de maneira prolongada e regular.

Referências:

CONCEIÇÃO, S.F.S.M. Efeitos do Gengibre, do Alho e do Funcho na Saúde. 2013. 79 fls. Dissertação (Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas) – Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Porto, 2013.

GONÇALVES, M.V.F. et al. O alho e seus benefícios terapêuticos. In: MOSTRA CIENTÍFICA DA FARMÁCIA, 9., 2015, Quixadá. Anais... Quixadá: Centro Universitário Católica de Quixadá, 2015.

REIS, N.S. et al. Uma abordagem sobre o potencial funcional das diferentes matrizes vegetais; alho, menta e gengibre. Revista Brasileira de Ciências em Saúde, v. 1, n. 1, p. 19-24. 2017.

Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Posts em breve
Fique ligado...

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle