A linhaça como alimento funcional

July 5, 2019

 

Rica em ácidos graxos ômega 3, a linhaça é considerada uma excelente fonte de proteínas e de fibras. Seu consumo está associado a benefícios para o sistema cardiovascular, funcionamento intestinal e prevenção do câncer.

Os novos hábitos alimentares dos seres humanos contribuíram com o avanço do mercado de produtos naturais, direcionando as pesquisas da indústria para opções saudáveis. Assim, os alimentos funcionais surgem como alternativa por possuírem componentes fisiologicamente ativos que promovem benefícios para a saúde, como reforço ao sistema imunológico, melhora do controle glicêmico e perfil lipídico, redução de risco para doenças cardiovasculares e atividade anticarcinogênica.

 

A linhaça é uma semente oleaginosa produzida pelo linho (Linum usitatissimum L.) e sua provável origem vem do continente asiático. Ela é considerada um alimento funcional pela presença de ácido alfa-linolênico (ômega 3), fibras (solúveis e insolúveis) e compostos fenólicos (lignanas, flavonoides e tocoferóis).

Existem dois tipos da semente conhecidos, a marrom, que se desenvolve melhor em climas mais tropicais como Brasil e Argentina, e a dourada, produzida em climas frios como Canadá e Estados Unidos.

 

Onde encontrar

A linhaça é comercializada, principalmente, como semente lisa inteira ou moída na forma de farinha. Esse ingrediente pode ser utilizado em vários produtos alimentícios, como pães, biscoitos, macarrão, doces, chocolate, cereais, coberturas de saladas, com lanche “in natura”, em bolos, sorvetes, entre outros. Além disso, carne e produtos cárneos com a adição de linhaça estão sendo estudados.

Já o óleo de linhaça está disponível em lojas de alimentos saudáveis e supermercados, vendido em garrafas para uso em saladas ou em cápsulas para serem utilizados como suplementos de dieta.

 

Consumo ideal

Estudos nutricionais sugerem o consumo de 8g (1 colher de sopa) de semente de linhaça moída ou 2,5g (1/2 colher de chá) de óleo de linhaça para atingir a ingestão de ômega 3 e ômega 6.

Benefícios relacionados ao funcionamento intestinal foram observados com a ingestão de doses diárias da semente a partir de 25g/dia, já melhora nos níveis de glicose e insulina. Bem como sintomas relacionados com alterações hormonais na menopausa, foram observados com a ingestão diária de 40g de linhaça.

 

PIEROTTO, M., F.; ROSSI, R., C. Alimentos funcionais: benefícios da linhaça para prevenção e promoção da saúde. Unisinos, 2017. Disponível em: https://anais.unilasalle.edu.br/index.php/sefic2017/article/viewFile/717/656.

NOVELLO, D.; POLLONIO, M., A., R. Caracterização e propriedades da linhaça (Linum usitatissimun l.) e subprodutos - v. 29, n. 2, p. 317-330, jul/dez 2011

Please reload

Featured Posts

Gastrite pode ser prevenida com mudança de hábitos

February 28, 2020

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle