Fibras na prevenção das doenças crônicas e da síndrome metabólicas

January 15, 2020

 

A Síndrome Metabólica (SM) representa um conjunto de fatores de riscos de origem metabólica que promovem o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e de diabetes mellitus tipo 2 (DM2). Os fatores de risco são obesidade, níveis pressóricos elevados, distúrbios no metabolismo da glicose e hipertrigliceridemia e/ou baixos níveis de HDL colesterol.

Reduzir o impacto da Síndrome Metabólica significa, antes de tudo, reduzir a incidência da síndrome, antecipando-se ao seu desenvolvimento com medidas preventivas.  Essa estratégia é especialmente importante em indivíduos de alto risco, tais como indivíduos obesos ou portadores da DM 2.

Os fatores dietéticos podem exercer um papel fundamental tanto nos componentes individuais como na prevenção e controle da SM. Dados recentes associam a presença da SM ao menor consumo de grãos integrais, frutas e vegetais, que são alimentos ricos em fibras.

A importância das fibras é reforçada pela observação de que o consumo das mesmas está presente em dietas associadas a uma redução de risco cardiovascular. Também há uma redução do risco de câncer, especialmente os de intestino e cólon. As fibras solúveis podem, também, ter um efeito moderado na redução da pressão arterial.

Pesquisas mostram ainda que, quando pacientes com DM 2 seguem uma dieta rica em alimentos com elevado conteúdo de fibras solúveis, eles apresentam uma melhora em índice de controle glicêmicos e lipídico associada à redução de hiperinsulinemia.

São inegáveis os benefícios que a fibra alimentar, associada à dieta, desempenha na saúde humana. Percebe-se, assim, que a ação das fibras não se limita somente às funções fisiológicas e estruturais, mas atua de forma conjunta no organismo como um todo, participando efetivamente na prevenção de doenças crônicas e distúrbios metabólicos.

 

MACEDO¹, Thamires Moraes Brito; SCHMOURLO, Gracilene; VIANA, Kátia Danielle Araújo Lourenço. Fibra alimentar como mecanismo preventivo de doenças crônicas e distúrbios metabólicos. 2012.

MILANE, Liliane Caetano; JORDÃO, Ívyna Spínola Caetano. Utilização de fibras no tratamento dietoterápico da Síndrome Metabólica. RBONE-Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, v. 2, n. 12, 2012.

STEEMBURGO, Thais et al. Fatores dietéticos e síndrome metabólica. Arquivos brasileiros de endocrinologia & metabologia= Brazilian archives of endocrinology and metabolism. São Paulo. Vol. 51, n. 9 (dec. 2007), p. 1425-1433, 2007.

Please reload

Featured Posts

Gastrite pode ser prevenida com mudança de hábitos

February 28, 2020

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle