A Importância do Controle Glicêmico e Insulinêmico Durante o Exercício




Pensando no contexto do exercício físico e performance esportiva, a ingestão de carboidratos é um dos principais pontos de atenção: além do ajuste no consumo para reposição dos estoques de glicogênio durante o processo de recuperação, o controle da quantidade ingerida antes do treino também é importante, visando prevenir efeitos adversos indesejados, como a hipoglicemia de rebote.


O que é Hipoglicemia de Rebote?

É uma condição em que o consumo de carboidratos, quando realizado menos de uma hora antes da sessão de treino, gera um ambiente hiperglicêmico e hiperinsulinêmico, culminando em uma queda brusca na glicemia antes do início do exercício, o que esteve associado ao surgimento precoce da fadiga muscular, afetando negativamente a performance.

A quantidade e a qualidade dos carboidratos interferem na ocorrência da hipoglicemia de rebote, principalmente os carboidratos de alto índice glicêmico. Além disso, alguns estudos demonstraram que indivíduos com maior sensibilidade à ação da insulina são acometidos pela hipoglicemia de rebote com maior recorrência.


Índice Glicêmico

O consumo de alimentos de baixo índice glicêmico antes do treino pode resultar em melhora do desempenho, considerando que a liberação de glicose acontece de forma gradual, auxiliando na manutenção da glicemia, redução da secreção de insulina, além de facilitar a oxidação de ácidos graxos e poupar os estoques de glicogênio muscular.


Benefícios Além do Esporte

Em algumas comorbidades, como diabetes mellitus tipo 2, o controle da glicemia e níveis de insulina durante o exercício geram uma série de benefícios metabólicos, como melhora nos parâmetros de hemoglobina glicada e maior captação de glicose, que ocorre através do aumento da expressão dos transportadores de glicose GLUT4.

Em relação a sensibilidade insulínica, os benefícios no metabolismo da glicose promovidos pelo exercício físico, otimizam a ação deste hormônio através da regulação da glicose no músculo esquelético, que acontece por meio da ativação de proteínas que regulam a homeostase. A melhora da sensibilidade a insulina também acontece por meio da biogênese mitocondrial, que regula positivamente as defesas antioxidantes, combatendo as espécies reativas de oxigênio.


Referências:

JENTJENS, Roy LPG; JEUKENDRUP, Asker E. Prevalence of hypoglycemia following pre-exercise carbohydrate ingestion is not accompanied by higher insulin sensitivity. International journal of sport nutrition and exercise metabolism, v. 12, n. 4, p. 398-413, 2002.


PARKER, Lewan et al. Exercise and glycemic control: focus on redox homeostasis and redox-sensitive protein signaling. Frontiers in endocrinology, v. 8, p. 87, 2017.


BURDON, Catriona A. et al. Effect of glycemic index of a pre-exercise meal on endurance exercise performance: A systematic review and meta-analysis. Sports Medicine, v. 47, n. 6, p. 1087-1101, 2017.


Featured Posts
Recent Posts

© Copyright 2017. Equaliv

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle